Vazão: Defesa Civil emite alerta à população do Baixo São Francisco

12/01/2022 21:18

A defluência média diária vai aumentar de maneira gradativa até atingir 4000 m³/s no dia 24 deste mês.


Vazão: Defesa Civil emite alerta à população do Baixo São Francisco

O Departamento Estadual de Proteção e Defesa Civil (DEPEC) vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), alerta as populações ribeirinhas, gestores municipais e equipes de Defesa Civil da região do Baixo São Francisco para o risco de inundação, em decorrência do aumento da vazão do rio.

O aumento da vazão se deu em virtude da grande quantidade de chuvas ocorridas na Usina Hidroelétrica Três Marias/MG e da situação de cheia na Bacia do Rio São Francisco com a consequente elevação da sua afluência.
De acordo com comunicado emitido pela Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) na última terça-feira, 11, “Tendo em vista que a Bacia do rio São Francisco vivenciou um longo período de baixa hidraulicidade desde o ano 2009, é fundamental chamar atenção para a importância da NÃO ocupação de áreas ribeirinhas situadas na calha principal do rio haja vista o período úmido em curso e a possibilidade de elevação das vazões para valores acima de 4.000m³/s, a depender da evolução do quadro de chuvas na bacia. Importante destacar que a vazão de restrição no Vale é 8.000m³/s”.

Devido ao aviso, prontamente equipes da Defesa Civil Estadual comunicou às coordenadorias de defesas civis municipais do estado e foi a campo, visitando os 13 municípios possíveis de serem atingidos com a enchente do rio. “Essa região será bastante afetada com a elevação das águas do Rio São Francisco e estamos orientando as comunidades, informando ao poder público municipal através dos prefeitos e coordenadores de defesa civil municipais para agir antecipadamente, afim de antecipar e salvaguardar a vida destas pessoas que fazem usofruto da proximidade do rio, sobretudo as pessoas que moram próximo ao leito e que tem comércio próximo ao rio, é importante que essas pessoas tenham conhecimento e atitude proativas para se proteger e salvaguardar seu patrimônio, e qualquer eventualidade procurar o poder público municipal”, explicou o capitão Alysson Carvalho, diretor adjunto da Defesa Civil.

Os municípios que deverão ficar em alerta são:
– Amparo do São Francisco;
– Brejo Grande;
– Canhoba;
– Canindé do São Francisco;
– Gararu;
– Ilha das Flores;
– Neópolis;
– Nossa Senhora de Lourdes;
– Poço Redondo;
– Porto da Folha;
– Propriá;
– Santana do São Francisco;
– Telha.

Fonte: Sedurbs

Compartilhe

Veja Também

Receba Notícias Pelo WhatsApp