Coordenador do Ministério da Agricultura apresenta à Cohidro projetos de irrigação para o Nordeste

06/09/2019 20:51


Coordenador do Ministério da Agricultura apresenta à Cohidro projetos de irrigação para o Nordeste

Na última quinta-feira (05), o coordenador Nacional de Irrigação no Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – MAPA, Michel Ferraz, foi recebido pela diretoria executiva da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação de Sergipe – Cohidro, em agenda voltada para o estreitamento de laços institucionais voltados para a execução de programas de distribuição de kits de irrigação com capacitação de pequenos agricultores, bem como da linha de financiamento que pretende, inicialmente, expandir a área irrigada na região Nordeste em mais 120 mil hectares e fazer a reconversão de sistemas em outros 20 mil ha. Propensa parceira nesses projetos, a Cohidro expôs demandas relativas à recuperação dos perímetros irrigados Califórnia e Piauí e à implantação de 200 sistemas de abastecimento de água para comunidades rurais.

Segundo Michel Ferraz, o programa é voltado para o fortalecimento do pequeno irrigante. “Além da entrega de kits de irrigação, ocorrem ações de capacitação e – principalmente – motivação, para acabar com esse êxodo rural, trazer de volta o produtor com uma maneira nova de produzir, com inovação. Em especial, viemos falar sobre o programa de fortalecimento da irrigação no Nordeste – Profinor, que vai ser lançado esse mês pela ministra Tereza Cristina. São investimentos e custeios relacionados à perfuração de poços, energia fotovoltaica, sistemas de irrigação, correção de sistema de irrigação com um atrativo muito grande, que é a baixa taxa de juros de 5,28% para o pequeno produtor, 5,58% para o médio, e 5,78, para o grande. Conseguimos baixar mais de 3% dessa taxa”, adiantou o coordenador Nacional de Irrigação do MAPA.

Ainda de acordo com Ferraz, a linha de crédito especial já tem aprovação do Banco do Nordeste e do MAPA, e objetiva promover o desenvolvimento da agricultura irrigada para produção direta de alimentos e de material forrageiro para os rebanhos. “A Cohidro vai ser uma parceira fundamental junto com a superintendência e com o Senar [Serviço Nacional de Aprendizagem Rural], que vai entrar com a parte de capacitação dos agricultores. Essa é a linha que o Governo Federal está traçando para o Nordeste Brasileiro, em especial, para o Semiárido”, explicou.

O superintendente do Ministério em Sergipe, Haroldo Araújo, reforça que, através da visita, foi possível promover uma aproximação entre os programas do MAPA e o Estado. “Nesta vertente, [o MAPA] entende que não se faz nada sozinho. Então, parcerias com outras instituições são de essencial importância para se implementar as políticas públicas, com especial atenção aos programas de irrigação para o Nordeste. E considerando a expertise que a Cohidro possui na área, a gente não poderia deixar de fazer essa visita para estreitar esses laços institucionais, com o objetivo de beneficiar o produtor irrigante”, afirmou.

Paulo Sobral, diretor-presidente da Cohidro, avalia positivamente a visita, agradecendo a atenção dada à empresa que, segundo ele, tem grande potencial para integrar a linha de frente dos programas de expansão e modernização da irrigação em Sergipe. “Nós já temos inscritos no SICONV [Sistema de Convênios da União] projetos para a recuperação das estações de bombeamento e a implantação de hidrômetros nos lotes irrigados, visando ao controle do uso excessivo de água e a cobrança de taxas de manutenção dos sistemas, nos perímetros Piauí [Lagarto] e Califórnia [Canindé de São Francisco]. Também buscamos recursos federais para a implantação de 200 sistemas de abastecimento de água no campo, em poços perfurados também pela empresa. São demandas que aproveitamos a presença do coordenador do MAPA para reforçar”.

Também participaram do encontro o chefe da Divisão de Política e Desenvolvimento Agropecuário na Superintendência Federal, André Barretto; os diretores da Cohidro, João Fonseca [Irrigação e Desenvolvimento Agrícola] e Jean Nascimento [Administrativo e Financeiro]; e o engenheiro agrônomo Paulo Feitosa. A agenda do coordenador em Sergipe ainda incluiu visita à Federação de Agricultura e Pecuária de Sergipe (Faese) e uma visita ao Platô de Neópolis, distrito de irrigação também pertencente ao governo de Sergipe.

Fonte: Ascom Cohidro

Compartilhe

Veja Também

Receba Notícias Pelo WhatsApp