Hoje é hoje

15/06/2019 00:01


Hoje é hoje

Uma visão panorâmica da atualidade dos quadros políticos de Sergipe nos leva á constatação de que algumas lideranças mais recentes, que ocuparam e se alternaram no comando do poder eleitoral em Sergipe, já não existem mais ou estão ultrapassados...

Os velhos caciques, que decidiam nos seus gabinetes, com uma simples canetada, quais os nomes de quem iria ocupar os cargos principais no comando da administração pública - desde governador, senadores, deputados federais e estaduais, prefeitos e cargos de órgãos federais – foram vencidos pelo tempo, que é o senhor da razão.  Ou já estão do outro lado da vida ou aposentados pela decrepitude implacável que não perdoa ninguém. Ademais, a evolução natural do entendimento humano distende o livre arbítrio a uma irreversível alternância, pedra angular de qualquer regime político, não apenas na Democracia.

Inevitável que surjam novas lideranças (e isso é bom) embora alguns enrustidos “muristas”, aproveitadores do vácuo alheio, ainda pensem em sobreviver (e isso é mau).

A voz do povo no processo democrático está a se aprimorar, pela influencia das comunicações agora turbinadas pelo impulso das redes sociais. A esta altura dos acontecimentos, saiu da subserviência e do anonimato para o destacado papel que os métodos tradicionais do “star-system”(super-heróis glorificados  pelo “marketing” fantasioso e compra de currais eleitorais) asfixiavam.

Os desafios da conquista do poder político são outros. Hoje é hoje..

Compartilhe

Veja Também

Receba Notícias Pelo WhatsApp